27/06/2019

quinta-feira

Postado as 11:42

< Voltar

Fórum Nacional dos Coordenadores de PPGDs discute o aprimoramento dos instrumentos de avaliação durante o XXVIII Encontro Nacional do CONPEDI – GO

O encontro ocorreu durante o dia 20 de junho, no auditório do bloco D da Universidade Federal de Goiás. Na oportunidade, os coordenadores de PPGDs de todo o país aprofundaram alguns dos indicativos formulados pelo Conselho Técnico Científico da Educação Superior da CAPES voltados em aumentar a qualidade da formação de doutores e mestres em todo o país.

Laerte Guimarães Ferreira Júnior, Pró-Reitor de Pós-Graduação da UFG assinalou a importância do CONPEDI e do Fórum de PPGDs em oportunizar o que ele destacou ser “um rico e plural ambiente de discussão”. Para o gestor, o momento de contingenciamento de gastos aprofunda as dificuldades históricas vivenciadas pelo ensino superior brasileiro, o que faz do Fórum de coordenadores um espaço imprescindível para a busca de alternativas e o debate de alto nível.

No decorrer dos trabalhos, o coordenador da área do Direito na CAPES professor Otávio Luiz Rodrigues Júnior (USP) destacou os elementos referentes a atualização dos Aplicativos de Propostas de Cursos Novos. As APCNs, como são conhecidas, são instrumentos indispensáveis para que um curso de pós-graduação stricto sensu, mestrado acadêmico, mestrado profissional e doutorado funcione. Sendo necessário que a instituição de ensino superior preencha o aplicativo de cursos novos aberto anualmente, em período previsto pelo calendário de atividades da Diretoria de Avaliação da CAPES.

Seguido pelo coordenador adjunto de programas acadêmicos Felipe Chiarello de Souza Pinto (Mackenzie) e a coordenadora de programas profissionais Flaviane de Magalhães Barros Bolzan de Morais (PUC/MG), os representantes reafirmaram a tradição que a área acumula no âmbito da pós-graduação. Nesse sentido, ambos salientaram que o novo APCN do Direito foi atualizado em conformidade com as portarias CAPES supervenientes, especialmente no que tratam de cursos à distância e doutorado profissional.
Entre os pontos mais relevantes da nova APCN foram destacados a atenção com a infra estrutura de ensino e pesquisa, assim como a política de avaliação e regimento interno.